Aspectos Técnicos

1. Qual é a diferença entre os aços inoxidáveis das séries 300 e 400?

A série 300 é a dos aços inoxidáveis austeníticos, que são não magnéticos.
A série 400 é a dos aços inoxidáveis ferríticos, que são magnéticos.
Os aços inoxidáveis da série 400 podem ser divididos em dois grupos: os ferríticos propriamente ditos, que geralmente têm cromo mais alto e carbono mais baixo e os martensíticos, nos quais predomina um cromo mais baixo e um carbono mais alto ( comparado com os ferríticos )

2. As propriedades mecânicas dos aços inox mudam em altas temperaturas?

Tanto os aços carbono como os inoxidáveis sofrem uma redução nos valores de suas propriedades mecânicas quando trabalham em altas temperaturas. Esta é, na realidade, uma caraterística dos metais e das diversas ligas metálicas.
Nos aços comuns a perda nas propriedades mecânicas é mais significativa que nos aços inoxidáveis austeníticos, o que explica a preferência pela seleção destes materiais para aplicações em altas temperaturas.
Os projetos de equipamentos devem considerar este aspecto, que não pode ser esquecido no momento da especificação do material.
Por outra parte, em altas temperaturas, a resistencia à oxidação é, normalmente o fator mais importante na seleção do material. Os aços inoxidáveis são superiores ao aço carbono em altas temperaturas tanto ao considerar a resistencia à oxidação como as propriedades mecânicas.

3. Quais são as diferenças básicas entre os aços 304 e 430?

O aço 304 é um aço austenítico não magnético com pelo menos 18% de Cromo e 8% de Níquel.
O aço 430 é um aço ferrítico magnético com 16% de Cromo na sua composição.
Os aços austeníticos e ferríticos apresentam diferenças no comportamento:
O 304 tem boa conformabilidade, boa soldabilidade e muito boa resistência à corrosão.
O 430 apresenta fragilidade nas regiões soldadas, tem boa conformabilidade mas inferior à do 304, boa resistência à corrosão porém inferior a do 304.
Embora de forma geral apresente propriedades inferiores ao 304, o aço 430 pode ser perfeitamente utilizado num grande número de aplicações, como por exemplo, cestos de máquinas de lavar roupa, gabinetes de lavadoras de louça, pias e cubas com cavidades não muito profundas, fornos elétricos, etc.

Voltar